As letras do Carlos Tê fizeram-me querer ser letrista. 
Aquilo que o Carlos escreve chega a toda a gente. São letras profundas mas não são elitistas. É como se todas falassem sobre nós ou sobre um vizinho mas nunca sobre realidades distantes e difíceis de empatizar, e é por isso mesmo que todos as cantamos e algumas se tornaram hinos da nossa música popular. 
Espero que gostem deste episódio com um dos meus grandes ídolos.